«Ele batizar-vos-á no Espírito Santo»

Bênção das águas segundo o antigo rito da Gália


Sermão para a festa da Epifania de

São Máximo de Turim (?-c. 420), bispo


Hoje, o Senhor Jesus recebeu o batismo, quis lavar o seu corpo nas águas do Jordão. Porque foi que Ele, que era o Santo, quis ser batizado? Cristo não é batizado para ser santificado pelas águas, mas para santificar as águas e purificar, com esse ato, as ondas que toca. Trata-se, pois, da consagração das águas e não da consagração de Cristo. Porque, desde que o Salvador foi lavado, todas as águas se tornaram puras em vista ao nosso batismo; a fonte foi purificada para que a graça fosse proporcionada aos povos que viriam no futuro. Cristo avança, pois, como primeiro no batismo, para que os povos cristãos O sigam sem hesitar.


Entrevejo aqui um mistério. Não é certo que a coluna de fogo tomou a dianteira no mar Vermelho, para encorajar os filhos de Israel a seguirem atrás dela? A coluna atravessou as águas para abrir caminho aos que vinham depois, e este acontecimento foi, segundo o testemunho do apóstolo Paulo, um símbolo do batismo (1Cor 10,1s). Era sem dúvida uma espécie de batismo, em que os homens eram cobertos pela nuvem e conduzidos pelas águas. E tudo isto foi concluído pelo mesmo Cristo Nosso Senhor, que precede no batismo todos os povos cristãos na coluna do seu corpo, como precedeu no mar os filhos de Israel na coluna de fogo. A mesma coluna que, outrora, iluminou os olhos dos caminhantes, dá agora a luz ao coração dos crentes; então, traçou nas ondas uma estrada sólida, agora, fortalece neste banho os passos da fé.


🙌 Bênção das águas segundo o antigo rito da Gália


Continuemos em paz!

Em Nome de Cristo. Amém!


Vamos todos dizer com todo nosso coração e com toda nossa mente: Senhor, ouve-nos e tem misericórdia de nós.

- Kyrie eleison


Tu que estás sentado sobre os Querubins e cujo olhar abala a terra, oramos, Senhor, ouve-nos, tem piedade de nós.

- Kyrie eleison


Para que essas águas sejam abençoadas pelo poder, pela ação e pela presença do Espírito Santo, oremos ao Senhor.

- Kyrie eleison


Para que a ação purificadora da divina Trindade desça sobre essas águas, oremos ao Senhor.

- Kyrie eleison


Para que estas águas se transformem em dom de santificação e banho para lavar os nossos pecados, para cura da alma e do corpo e para toda necessidade, oremos ao Senhor.

- Kyrie eleison


Para que se tornem águas jorrando da vida eterna, oremos ao Senhor.

- Kyrie eleison


Para que sejam um meio de desviar todas as armadilhas de inimigos visíveis e invisíveis, para aqueles que deles haurem para a bênção e santificação de seus lares, oremos ao Senhor.

- Kyrie eleison


Para que, ao bebermos dessas águas, possamos ser considerados dignos de ser santificados pela manifestação invisível do Espírito Santo, oremos ao Senhor.

- Kyrie eleison


Digamos todos: Senhor, ouve-nos, ouve-nos, tem piedade de nós!

- Kyrie eleison ! Kyrie eleison ! Kyrie eleison !


Por tua misericórdia e teu amor pelo homem, Pai, Filho e Espírito Santo, ó Deus que és bendito, vive e reina para todo o sempre.

- Amém!


O celebrante incensa as águas três vezes, enquanto o coro canta os tropários:


A voz do Senhor clama sobre as águas: “Vinde”, disse ela, “receba todo o Espírito de Sabedoria, o Espírito de Entendimento, o Espírito do temor de Deus: o Cristo revelado.

Neste dia o elemento das águas é santificado, e o Jordão é dividido e de suas águas ele faz com que as ondas voltem, vendo o Senhor ser batizado.

Tu entraste nas águas, ó Rei Jesus, pelas mãos do Precursor, recebeste o batismo como escravo pelos nossos pecados, Tu és o Amigo do homem.


O Celebrante diz:


Tu és grande, Senhor, tuas obras são maravilhosas, e nenhuma palavra permite que cante suas maravilhas. És Tu, de fato, quem por tua vontade trouxe todas as coisas do não-ser ao ser, és Tu quem preservas a criação e diriges o mundo pela tua Providência. És Tu quem, dos quatro elementos, fez o universo e das quatro estações fez o ciclo do ano.


O sol canta a ti; é a ti que a lua glorifica; És Tu que as estrelas encontram em seu caminho; a luz te obedece; é diante de ti que as profundezas estremecem; é a Ti que as fontes servem; És Tu que estendeste os céus como um véu e estabeleceste a terra sobre as águas; És tu que rodeaste o mar com a costa e que derramaste o ar com um sopro de vento.


Os poderes angelicais Te servem, os coros dos arcanjos Te adoram, os querubins de olhos incontáveis ​​e os serafins de seis asas voam em volta de Ti, velando seus rostos com medo de Tua Glória inacessível. Deus indescritível e sem princípio, Tu desceste à terra na forma de um escravo e em seu amor por nós vieste para nos salvar e nos libertar da tirania do diabo. Com o teu nascimento, santificaste um útero virginal e toda a criação cantou para Ti quando apareceste.


Também foste Tu que santificaste as águas do Jordão, enviando o teu Espírito Santo do céu. E agora, Senhor, pedimos a Ti, apresente-se pela vinda do Seu Espírito Santo e + abençoe estas águas. Dê-lhes a graça da Redenção e a bênção do Jordão. Faça dela uma fonte de imortalidade, um presente de santificação, um banho que lava os pecados, um remédio contra as doenças, um refúgio inacessível contra os poderes inimigos, um lugar cheio de poder angelical, de modo que, tirando e bebendo ali, todos usem efetivamente para a purificação de suas almas e de seus corpos, para a cura de suas paixões, para a santificação de suas moradas ou para qualquer outro bom uso.


Pela água e pelo Espírito, renovaste nossa natureza envelhecida em pecado; no tempo de Noé submergiste o pecado com a água do dilúvio; pelas águas do mar libertaste teu povo da escravidão do Faraó; quebrando a rocha no deserto, fizeste as águas e as torrentes correrem para saciar o seu povo sedento; pela água e pelo fogo capacitaste Elias a trazer Israel de volta da peregrinação de Baal.


Agora, Senhor, oramos a Ti novamente: Abençoe estas águas com a vinda do teu Espírito Santo, dê a todos que tocam, bebem ou se ungem para santificação, purificação e bênção. Lembrem-se do nosso bispo primaz Gregório, de nosso bispo Jonas, de todo o colégio de sacerdotes, nossos diáconos, todas as pessoas aqui presentes, para que, por todos os elementos, pelos anjos e pelos homens, pelas coisas visíveis e invisíveis, possam ser glorificados o Teu santíssimo Nome com o Pai e o Espírito Santo para todo o sempre. Amém.


O celebrante mergulha a cruz na água cantando:


Durante o Vosso batismo no Jordão, ó Cristo, o culto devido à Trindade foi manifestado, pois a Voz do Pai deu testemunho de Ti, chamando-Te de Filho amado, e o Espírito na forma de uma pomba vindicou a verdade desta palavra. Deus Cristo, que apareceu e iluminou o mundo, glória a Ti!


Durante o canto do tropário (ad libitum), o celebrante borrifa toda a Igreja e também os fiéis. A cerimónia termina no baptistério com a habitual despedida, a seguir os celebrantes distribuem o pão bento e a água da Teofania.


#BênçãodasÁguas #BatismodoSenhor #Teofania



23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
SOBRE NÓS

A Fraternidade Ortodoxa São Nicolau integra a Igreja Ortodoxa da Gália e participa na restauração da ortodoxia ocidental,  especialmente em suas instituições, sua espiritualidade e seus usos litúrgicos. 

Como a Igreja indivisa, nossa fé não é uma mera adesão intelectual às verdades a serem cridas, mas a experiência dos mistérios que ela confessa.

ONDE NOS ENCONTRAR?

Fraternidade Ortodoxa São Nicolau

+55 (92) 98108-0706

 

Av. Pedro Teixeira, 1001

Manaus/AM

fraternidadesaonicolau@gmail.com

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
CONECTE-SE 

© 2020-2021 por Fraternidade Ortodoxa São Nicolau.