top of page

Cristo Ressuscitou! Aleluia!

Verdadeiramente ressuscitou! Aleluia!


"A glória seja ao Cristo

da morte vencedor.

Ao Pai e ao Santo Espírito

o nosso igual louvor."



Hino


Às núpcias do Cordeiro

em brancas vestes vamos.

Transposto o mar Vermelho,

ao Cristo Rei cantamos.


Por nós no altar da cruz

seu corpo ofereceu.

Bebendo deste sangue,

nascemos para Deus.


Seu sangue em nossas portas

afasta o anjo irado.

Das mãos dum rei injusto

seu povo é libertado.


O Cristo, nossa Páscoa,

morreu como um Cordeiro.

Seu corpo é nossa oferta,

Pão vivo e verdadeiro.


Ó vítima verdadeira,

do inferno a porta abris,

livrais o povo escravo,

dais vida ao infeliz.


Da morte o Cristo volta,

a vida é seu troféu.

O inferno traz cativo

e a todos abre o céu.


Jesus, Pascal Cordeiro,

em vós se alegra o povo,

que, livre pela graça,

em vós nasceu de novo.


A glória seja ao Cristo

da morte vencedor.

Ao Pai e ao Santo Espírito

o nosso igual louvor.



📖 Evangelho de Jesus Cristo, segundo São Lucas 24, 1-12


Naqueles dias, no primeiro dia da semana, foram muito cedo ao sepulcro, trazendo os aromas que tinham preparado. E encontraram a pedra revolvida do sepulcro. Entrando, não encontraram o corpo do Senhor Jesus. E aconteceu que, estando consternadas por isso, eis que apareceram junto delas dois homens com vestidos resplandecentes. E, como estivessem medrosas e com os olhos no chão, disseram para elas: Porque buscais entre os mortos o que está vivo? Ele não está aqui, mas ressuscitou; lembrai-vos do que ele vos disse, quando ainda estava na Galileia: Importa que o Filho do homem seja entregue nas mãos de homens pecadores, e seja crucificado, e ressuscite ao terceiro dia. Então lembraram-se elas das suas palavras. E, tendo voltado do sepulcro, contaram todas estas coisas aos onze, e a todos os outros. As que referiam aos Apóstolos estas coisas eram Maria Madalena, e Joana, e Maria (mãe) de Tiago, e as outras que estavam com elas. Mas estas palavras pareciam-lhes como que um delírio; e não lhes deram crédito. Todavia Pedro, levantando-se, correu ao sepulcro, e, inclinando-se, viu só os lençóis por terra, e retirou-se, admirando consigo mesmo o que sucedera.


Te louvamos, Senhor!





Mensagem de Páscoa de nosso Bispo Primaz, Mons. Gregório de Arles e da Igreja Ortodoxa da Gália







IMMOLATIO

da Divina Liturgia Galicana para o Domingo de Páscoa


É verdadeiramente digno, justo, equitativo e salutar, dar-vos graças em todo tempo e em todos os lugares, ó Deus inefável, indescritível, imutável, Pai Santo, Deus onipotente e eterno. Neste dia da Sacrossanta Páscoa, Nova Páscoa, Páscoa libertadora, uma imensa exultação brota dos nossos corações porque é a aurora da ressurreição da raça humana. É o amanhecer da vida sem crepúsculo, a dia em que estamos cheios de sua misericórdia. Ele é verdadeiramente bendito neste dia em seu nome, ele é o esplendor do universo. Anteontem, à hora nona, a morte é aniquilada pela cruz, ontem o inferno foi despojado, hoje a vida transborda pela ressurreição de teu Filho, nosso Senhor. Nele os reinos celeste e terrestre continuam elevando hinos de louvor cantando à Ti


Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do universo!

O céu e a terra proclamam a tua glória.

Hosana nas alturas!

Bendito o que vem em nome do Senhor!

Hosana nas alturas!





17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

留言


bottom of page