São Teodósio, o cenobita (+529)

Liturgia do dia

Natural da região da Capadócia, na Turquia, Teodósio entrou para a vida religiosa quando, após uma peregrinação a Jerusalém, se dedicou a cuidar de um monge conhecido por Longinus. Sua dedicação foi de tal ordem que, quando uma rica senhora se dispôs a doar os recursos para a construção de um mosteiro, Longinus o indicou para seu coordenador.


Desta forma, Teodósio passou, então, a dirigir o mosteiro, localizado entre Belém e Jerusalém, e ali viveu por muitos anos, até que se afastou para viver como ermitão nas proximidades do Mar Morto. Sua fama, porém, já estava criada e muitos o procuravam buscando suas palavras de sabedoria. Conquistado pelo povo que lhe chegava, Teodósio construiu um outro mosteiro nas cercanias de Belém, além de três hospitais destinados a receber doentes físicos e mentais, além de idosos.


Seu feito maior, contudo, era conseguir reunir para trabalharem juntos, monges de diversas nacionalidades e práticas, que viviam em perfeita harmonia, dedicados a cuidar daqueles que mais precisavam.


Fonte: Evangelho Quotidiano


📖 Evangelho de Jesus Cristo, segundo o Evangelista Marcos


Mc 1, 9-11: O batismo de Jesus


E aconteceu, naqueles dias, que Jesus, tendo ido de Nazaré, da Galileia, foi batizado por João, no rio Jordão. E, logo que saiu da água, viu os céus abertos e o Espírito, que, como pomba, descia sobre ele. E ouviu-se uma voz dos céus, que dizia: Tu és o meu Filho amado, em quem me comprazo.


Glórias a Ti, Senhor! Glórias a Ti!


📢 Homilias sobre o Evangelho de São Marcos, n.° 2A; SC 494

São Jerónimo (347-420), doutor da Igreja

«Cumpriu-se o tempo e está próximo o Reino de Deus»


«Depois de João ter sido preso, Jesus partiu para a Galileia». De acordo com a nossa interpretação, João representa a Lei e Jesus o Evangelho. Com efeito, João disse: «Vai chegar depois de mim quem é mais forte do que eu» (Mc 1,7), e ainda: «Ele deve crescer e eu diminuir» (Jo 3,30); é assim que ele compara a Lei com o Evangelho. E diz seguidamente: «Eu batizo na água, mas Ele batizar-vos-á no Espírito Santo» (Mc 1,8). Jesus veio porque João tinha sido preso. Com efeito, a Lei está encerrada e fechada, já não tem a liberdade que teve; mas nós passamos da Lei ao Evangelho. […]


«Jesus partiu para a Galileia e começou a proclamar o Evangelho de Deus» […] Quando li a Lei, os profetas e os salmos, nunca ouvi falar do Reino dos Céus; só no Evangelho. Porque só quando chegou Aquele que disse: «O Reino de Deus está no meio de vós» (Lc 17,21) é que o Reino de Deus foi inaugurado. […] De fato, antes da chegada do Salvador e da luz do Evangelho, antes de Cristo ter aberto as portas do paraíso ao bom ladrão (Lc 23,43), todas as almas dos santos iam para a sepultura dos mortos. O próprio Jacó o diz: «Juntar-me-ei, chorando, a meu filho na sepultura» (Gn 37,35). […] Na Lei, Abraão está na sepultura dos mortos; no Evangelho, o bom ladrão está no paraíso. Não denegrimos Abraão, todos desejamos repousar no seu seio (Lc 16,23); mas preferimos Cristo a Abraão, o Evangelho à Lei.


Após a ressurreição de Cristo, muitos santos apareceram na cidade santa (Mt 27,53). Com efeito, o nosso Senhor e nosso Salvador não pregou apenas na Terra, também pregou nos infernos: ao morrer, desceu aos infernos para libertar as almas que aí se encontravam acorrentadas (1Ped 3,18s).


#SãoTeodósio #BatismodeJesus #FraternidadeOrtodoxaSãoNicolau

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo